Van topadvocate naar prostituee: deze vrouw onthult de reden achter haar opmerkelijke carrièreswitch

Bron © Mirror

Foto: Instagram

Een verandering van omgeving kan al eens deugd doen. Maar de carrièreswitch die de 34-jarige Claudia de Marchi besloot te maken, tart alle verbeelding: van topadvocate naar prostituee.

De Braziliaanse verliet vorig jaar een van de grootste advocatenkantoren van haar land om aan de slag te gaan in de seksindustrie. Ze vraagt 177 euro voor een uur en 766 euro voor een ganse nacht. Dat levert haar momenteel een pak meer geld op dan haar job als advocate. Ze claimt namelijk dat ze in haar eerste jaar bijna 120.000 euro verdiende.

En dan zit er nog een addertje onder het gras. Klanten met een slecht taalgebruik of andere politieke overtuigingen mogen een afspraakje vergeten. Mannen die Claudia niet kunnen imponeren tijdens een eerste date kunnen een tweede dan weer op hun buik schrijven.

Naar eigen zeggen maakte ze haar beslissing door het overdreven mannelijke egoïsme binnen de advocatenwereld, maar ook door toedoen van haar moeder. “Op een dag was ze naar een programma aan het kijken over luxe escorts. Ze was daar zo van onder de indruk dat ze het mij aanraadde.” Haar moeder is zelfs dichter komen wonen, ter ondersteuning van haar dochter.

Mist ze haar vorige job dan niet? “Nee, ik kom liever klaar om daarna betaald te worden”, vertelt Claudia, die ook een blog op poten zette waar ze onder andere tips geeft over orale seks.

O que faz bem pra pele? O que impede o envelhecimento? O que faz com que aparentemos menos idade do que temos? Sei lá, não acho que sejam apenas exercícios físicos, ingestão demasiada de alimentos saudáveis, sexo de qualidade, cremes e o uso diário de protetor solar e etc.. Tudo isso ajuda, mas, em minha opinião a forma com que lidamos com nossa vida, incluindo percalços, problemas e preocupações, enfim, o nosso bom humor, a nossa leveza ao achar graça do que pode ser trágico, a nossa mania de nos perdoarmos pelas nossas imperfeiçoes (físicas e intelectuais), o nosso hábito de dar risada de coisas relativamente incomodativas, e, inclusive, de chorarmos quando temos vontade, sem segurar lágrimas, sem colocar máscaras, isso tudo, para mim, são o segredo da juventude. O resto são elementos coadjuvantes! Alegria, transparência e bom humor são os principais. Sorriso: sempre! Alegria, todos os dias!

Een bericht gedeeld door Cláudia de Marchi (@claudemarchi2) op

Eu sempre fui objetiva. Não sou o tipo de pessoa que fica presumindo coisas, talvez pela minha própria objetividade preguiçosa: se quero, quero, se não quero, não quero! Desde sempre quando recebo visitas e ofereço algo, se a pessoa agradece, eu não insisto. Meu pai dizia: "Oferece de novo, talvez tenha agradecido por vergonha." Meu raciocínio: vai passar vontade por ter vergonha de abrir a boca e disse "aceito". Nunca tive paciência para frescuras e a cada dia que passa, ela (a paciência) se mostra mais estranha a mim! "A não, não quero incomodar", "não quero dar trabalho" e mimimi afim! Cara, eu não faço nada que me incomode, ou seja, se me disponho a algo você não estará me incomodando! Nunca fui "fazida", nem com homens, nem com nada e, portanto, não conjeturo coisa alguma! Se me deseja, demonstre, se não, silencie! Não vou presumir que seu silêncio seja prezar, pois tal idiotice não se afina comigo. Enfim, não venha com ceninha pra cima de mim, porque se eu quiser charminho vou assistir à um filme dramático com o Richard Gere. Não tenho tempo nem saco pra joguinhos sejam na minha família, rol de amigos, trabalho ou relações afetivas. (Imagem e texto de 06/02/2016).

Een bericht gedeeld door Cláudia de Marchi (@claudemarchi2) op

No tutorial de hoje eu vou ensinar aos homens o que NÃO perguntar ao telefone para uma acompanhante de luxo de cujo anúncio (detalhado) eles tiraram o seu número de telefone celular: 1- "O que essa linda mulher faz de bom?". Viro pirueta? Danço "macarena"? Sambo estilo a Globeleza? Ensino a dançar milonga, xote e vanerão? Dou aula de Direito Constitucional, Biodireito, Direitos Humanos, Direito da Infância e Adolescência, Direito dos Contratos, Teoria dos Fatos Jurídicos, Direito das Obrigações, Direito Penal (Crimes contra a pessoa), Direito na Sociedade da Informação, Direito Internacional? Não, isso eu fazia até 02/02/16. Bem, até onde sei eu faço sexo! E muito bem, por sinal (percebo que a prática leva à perfeição) basta ler o anúncio até o fim, claro. 2- "Como é o seu atendimento?". Ruim, péssimo, mecânico, sem diálogo, sem beijo, não faço higiene bucal, atendo 4 cidadãos seguidos, só jogo uma água nas partes íntimas entre um e outro e masco um chiclete para não escovar os dentes, não uso sabonete íntimo, meus perfumes são de péssima qualidade, me visto mal, tenho clamídia, herpes e vaginose bacteriana, transo sem camisinha quase sempre, mas obrigo o cliente a passar álcool gel antes de me tocar. Não, obviamente não é assim e nem eu sou deste naipe, mas, se fosse, será que eu diria? Pensando comigo em 3, 2, 1: Obviamente não, pois ninguém faz propaganda negativa de seu trabalho e de si! Logo, não custa ler comentários ao fim de anúncio e acessar o site da acompanhante, porque pergunta idiota vai receber resposta idiota ou mentirosa. Ah, mas dai eu respondo que "basta ler o anúncio até o final, ver os comments de alguns clientes nele e acessar o diário do meu site" e passo por "grossa". Homens, salvos pelos pênis, porque o machismo e o ego corroeram os cérebros de alguns!Tutorial em https://simonesteffanibrasilia.blogspot.com.br/2017/02/tutorial-com-passo-passo-de-como-ler.html

Een bericht gedeeld door Cláudia de Marchi (@claudemarchi2) op

Dia lindo!

Een bericht gedeeld door Cláudia de Marchi (@claudemarchi2) op

Em Smile city em 2015!

Een bericht gedeeld door Cláudia de Marchi (@claudemarchi2) op

Door vtvn